sábado, 6 de junho de 2009

Kaiten

Amigos e amigas,

depois de umas longas férias, estou de volta para comentar sobre alguns restaurantes. Como tenho muitas memórias de diversos restaurantes para serem compartilhadas, tentarei ser mais curto nas minhas análises, de modo que possamos discutir e, principalmente, refletir sobre a qualidade de cada um deles, okay?

O primeiro restaurante que preciso analisar é um restaurante japonês que se encontra no centro da cidade do Rio de Janeiro, chamdo Kaiten. Curiosamente, o último restaurante que postei aqui no blog era também um restaurante japonês chamado Ten Kai, que na verdade é "Kai-Ten" ao contrário. Confesso que não entendo nada de língua japonesa e, assim, não posso me arriscar a dizer se existe alguma relação de significados.




No tocante ao ambiente, o Kaiten fica localizado no subsolo da papelaria União, nos fundos de uma das lojas do Armazém do Café. E, por incrível que pareça, não é nem um pouco claustrofóbico, já que o pé direito é relativamente alto e possui muita iluminação no ambiente. O restaurante possui um charme diferenciado dos demais restaurantes japoneses, pois foi o primeiro a trazer para o Rio de Janeiro o conceito de servir os pratos em esteiras rolantes, de frente para os clientes. Os sushimen ficam em ilhas preparando os sushis/sashimis e, após prontos, colocam os pratinhos nestas esteirinhas que passam na frente dos clientes que estão sentados em banquetas, que lembram aqueles bancos de bar, mais conhecidos como "bunda de fora".

Cada tipo de combinação peixe possui uma cor de prato e um preço associado. O cliente pode pegar quantos quiser. Uma idéia geniosa que, se o cliente não tiver cuidado, paga uma conta astronômica!



A comida é boa, de um modo geral, e muito boa se considerarmos apenas os sushis e sashimis. Como a casa serve outros pratos quentes, tendo até um cardápio executivo de pratos que não são de comida japonesa, faço esta distinção. Pedi alguns Gyozas de frango, que consistem naqueles pasteizinhos chineses de frango cozido no vapor, e me foram servidos com o recheio frio e a massa ainda crua em algumas partes. Já comi alguns daqueles pratos quentes do cardápio executivo, e estes não me evocam nenhuma grande emoção...

A parte japonesa, propriamente dita, é muito boa. Inclusive, sugiro que peçam a Robata de Haddock, que só comi na casa e é realmente fantástica. Trata-se de salmão enrolado, levemente gralhado e recheado com um Haddock. Ainda é temperado com um molho Teriaky. Imperdível.

Para quem trabalha no centro do Rio, vale a pena conhecer a casa. Até para quem não gosta de comida japonesa, eu recomendo, pois, acima de tudo, a casa possui um astral fantástico.

Beijos e Abraços.

Rua do Ouvidor nº 77A (subsolo da papelaria União), (Tel.: 2222-0200).

Um comentário:

Fernando disse...

E um restaurante bem interessante. No inicio a variedade dos pratos na esteira era imensa mas depois eles foram diminuindo o numero de opcoes. Eu lembro que no cardapio tem um pad thai e uma otra massa tailandesa com cogumelos muito boa, fora o sorvete de tapioca com calda de manga. Esse e sensacional.

Quem sou eu

Minha foto
Olá, sou carioca e um grande apreciador de um bom prato. Com este intuito, tentarei escrever as minhas impressões sobre os restaurantes em que eu vier a comer - descrevendo qualidades e defeitos de cada um. Caso tenha o interesse de complementar as minhas opiniões, por favor, não deixe de contribuir. Restaurantes bons devem ser vangloriados, enquanto restaurantes ruins devem ser evitados. Não concorda? Então, vamos lá... Mãos ao garfo!